Home

Blog

Túnel do Tempo

22 de maio de 2018
/ /
in Blog
/
Comments Closed

Há algum tempo venho sendo incentivada a escrever sobre casamento e festas, e em meio a tantas desculpas venho sempre prorrogando. Parece até antagônico, porque quem me conhece sabe que falo pelos cotovelos, afinal, sou geminiana. A verdade é que sempre pensei: para quê escrever? Já tem tanta gente falando de casamento! Serei só mais uma dentre tantas outras opções. Até o dia em que resolvi ceder a uma chantagem (um dia conto pra vocês). Agora imaginem a cena eu e meu computador e um zilhão de coisas pra falar, tudo quase que na velocidade da luz... affff como é difícil escrever!

Aí parei, respirei fundo, precisava desacelerar, e comecei a pensar... viajei lá no túnel do tempo, lembrando como tudo começou e o quê me fez começar  a trabalhar com casamento. E vou ser bem sincera com vocês, nunca... nunquinha “sonhei” em me casar ou me imaginei vestida de noiva, num tipo de cerimônia, na festa e tudo mais.  Portanto não foi o sonho de ser ou estar noiva que me motivou. Bem, muitas de vocês devem estar se perguntado como, uma pessoa que nunca “sonhou” em se casar trabalhar com casamentos?

Poderia listar um monte de motivos e falaria por horas pra me justificar, mas foram três os motivos que certamente me motivaram.

O primeiro deles? Nossa... como eu gosto de gente!...trocar experiências... estar com as pessoas... saber de suas histórias... no que acreditam... seus sentimentos...suas crenças... é inexplicável!

Agora vou tentar explicar o “inexplicável”, que nos levará a segunda resposta: O Amor! Como não falar do amor? Aquele que se constrói dia a dia, pouco a pouco, em cada sentir, em cada estar, em cada olhar, sem que a gente nem lembre como foi que começou, e aí um dia você conhece um cara legal e começam a ficar juntos, e cada vez mais juntos... juntos ...juntos, e um dia resolvem casar. Esqueçam a tentativa de explicar, isso não dá pra explicar!

E por fim, o meu terceiro motivo. Esse é mais simples que imaginavam, mas vou ter que contar uma historinha. Um dia estava eu, bem no comecinho da profissão, (nessa época tinha um emprego e fazia cerimonial com freelance), fazendo uma cerimônia. A noiva estava tão tensa, nervosa, haviam acontecido tantas coisas, eis que chegou a hora da sua entrada. Ela parecia que ía desabar tadinha... segurei na mão dela pedi que ela respirasse bem fundo e soltasse o ar bem devagar...repeti algumas vezes... e durante toda a cerimônia busquei ficar sempre no seu campo de visão, lembrando-a de sorrir sempre. Já na festa enquanto tirávamos o véu ela me agradeceu, disse que transmiti tranquilidade pra ela e me falou: Tati acho que deveria levar isso a sério, você nasceu pra isso!  É lógico que a minha cabeça não parou de pensar e o que parecia ser só uma conversar, tornou-se determinante para a minha escolha.

Vou parando por aqui senão daqui a pouco estou escrevendo um livro!

E pra finalizar, acho que não preciso dizer como o universo do casamento é tão encantador, envolvente e fascinante, e o que me fez, mesmo sem ter sonhado, me apaixonar por ele.

Não tenho a intenção de virar blogueira, ou coisa assim, mas resolvi criar esse espaço para dividir minha experiência e compartilhar histórias e emoções e assim, colaborar de alguma forma para que a celebração do seu casamento seja mais do que comemorar um momento feliz e sim mais um momento de comemorar o Amor e, partilhá-lo com a família, com os amigos.  

Tati Calmon

Comments are closed.

  • FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES!